Crie seus filhos para o mundo AGENDE AGORA UMA AULA GRATUITA!
NEWS
“Na 1ª matrícula já percebi que era um bom negócio” Ao transformar sua escola própria em uma KNN, professor de inglês viu seu faturamento mais que triplicar O ramo de idiomas chegou por acaso na vida de Alfredo Ribeiro, 47 anos, residente de Paraisópolis (MG).  Hoje, o franqueado da KNN é gerente de duas escolas: uma na cidade que mora e outra em Santa Rita do Sapucaí, também no estado de Minas Gerais, em que se tornou sócio do seu irmão, Marcelo. O ano era 1988. “Meu irmão estava com planos de se mudar para fora do Brasil e eu queria ir com ele. Comecei a estudar inglês e me tornei fluente na língua. Na noite anterior de tirar o passaporte, desisti da ideia e continuei no Brasil”, conta o empreendedor. A partir disso, Alfredo viu na facilidade em aprender um segundo idioma uma oportunidade profissional: “comecei a dar aulas em uma escola aqui da cidade. Mas a vontade mesmo era sair do CLT e abrir meu próprio negócio”. Em 2015, o que era apenas um projeto, virou realidade. Alfredo inaugurou sua própria escolas, a qual batizou de “YEP School”. “Mesmo não medindo esforços para atrair cada vez mais alunos, minha média de estudantes não saia do lugar”. Quando Alfredo recebeu uma ligação da KNN, topou conhecer algumas escolas KNN em Santa Catarina. “Falaram: ‘porque você transforma sua escola em uma KNN?’ Mas ainda pensava que time que está ganhando não se mexia”. Com passagem comprada para Balneário Camboriú – SC, Alfredo conheceu o know-how KNN de perto. A experiência não poderia ter sido mais surpreendente. “Algumas dúvidas me surgiram quando conheci o material. Pensei ‘puxa, como eles conseguem acelerar tanto o conteúdo? ’. Quando sentei na cadeira de uma sala da KNN e assisti a uma aula junto ao meu filho, que também era fluente em inglês, tudo fez sentido. ” Em 20 de janeiro de 2017, a KNN de Paraisópolis foi inaugurada. “Em nossa festa de abertura, a pipoqueira que estava trabalhando no evento já matriculou o seu filho na escola. Algo me dizia que tinha feito um bom negócio”. E fez. De 100 alunos matriculados na escola, Alfredo viu o número subir para 400. O faturamento triplicou. Atualmente o franqueado também é sócio junto ao seu irmão Marcelo de uma segunda unidade, localizada a 45 min de Paraisópolis. “Mesmo sendo minha segunda KNN, participei de todos os treinamentos novamente. A KNN é a melhor em todos os sentidos, desde a atendente da recepção até a didática das aulas. A excelência de todas as áreas da marca reflete diretamente nos resultados e isso empolga muito a gente que é franqueado”, avalia o ex-professor, agora empresário do segmento de educação. Para mais informações sobre como se tornar KNN Idiomas, acesse nosso site.   Redação: LUCAS MACHADO COELHO  Foto: arquivo pessoal / LUIZ FELLIPE GODOI 
Novos profissionais são contratados para atender o grande número de unidades da rede  Gradativamente em que KNN se torna líder no segmento de escolas de idiomas e acumula mais de 400 unidades ao redor do Brasil, há a necessidade de se investir em mão de obra qualificada, tanto para atender as centenas de franqueados e seus 100 mil alunos quanto para manter a excelência que a marca exige. Justamente por este motivo, o ano de 2020 começou em alta com a admissão de diversos novos funcionários nos setores de consultoria comercial, metodológica, expansão e marketing. De acordo com Roberta Schneider, gestora de Recursos Humanos, a área administrativa da empresa busca sempre valorizar a qualificação de seus colaboradores. “Como o foco da KNN é justamente a educação, nossa prioridade é trabalhar sempre com pessoas capacitadas, sejam elas com formação técnica, superior ou pós-graduação, melhorando a qualidade do nosso serviço para as escolas de todo o Brasil”, conta.  O setor de RH também destaca que não é raro ver colaboradores se tornarem franqueados: “Vários foram os casos de funcionários que decidiram virar investidores da marca, justamente porque acompanharam de perto os resultados dos nossos parceiros. De certa forma, continuam com a gente! ”, relata Roberta. Sobre a expansão da rede e a chegada novos colegas de trabalho, a gerente de cobranças Ana Paula Sartori – uma das funcionárias mais antigas da KNN – avalia o crescimento da empresa com alegria: “Quando eu cheguei aqui, no ano de 2017, éramos em apenas dez colaboradores. Hoje somos mais de cem! E ao mesmo tempo que nos tornamos uma empresa, o espírito familiar e colaboração continuam o mesmo”. Redação: LUCAS MACHADO COELHO  Ilustração: LUIZ FELLIPE GODOI
Entre milhares de escolas espalhadas pelo Brasil, somente a KNN possui material didático de espanhol voltado ao público infantil. Chiquitos ou Muchachos? Na KNN Idiomas, as crianças têm vez também no espanhol. O material didático da rede, principalmente o infantil, é baseado no respeito das diferenças entre nossos alunos, respeitando suas características individuais. De acordo com uma pesquisa realizada pelo setor pedagógico da empresa, não havia no Brasil um material voltado ao público infantil brasileiro para o ensino do idioma espanhol, visto isso, se percebeu a necessidade de criar esse método especificamente para crianças. “O que se tinha era conteúdo trazido de outras realidades e nacionalidades, o que dificulta o aprendizado do aluno, principalmente aquele que é criança”, afirma Karina Salazar, coordenadora pedagógica dos cursos de espanhol. Os brasileiros, assim como povos de outras origens, possuem particularidades, hábitos culturais e necessidades específicas. Pensando nisso, a KNN criou uma coleção de livros focada em crianças brasileiras de faixas etárias distintas para o ensino de idiomas. As modalidades dos cursos de espanhol são divididas em chiquitos (8 e 9 anos), muchachos (10 e 11 anos) e jóvenes (12 a 14 anos). “Quando falamos de crianças e adolescentes, estamos falando de uma geração que já está completamente inserida na era digital e com um nível de atenção inferior, assim como o nível de paciência. Visto isso, as atividades didáticas são curtas e lúdicas, com jogos interativos que despertam a criatividade dos alunos”, explica a coordenadora Karina.  Marcelo da Matta, supervisor pedagógico dos cursos KNN Idiomas, também enfatiza a importância de oferecer cursos de espanhol mais acessíveis: “Estima-se que a cada 10 pessoas presentes em lugares turísticos, 4 falam espanhol. Já vi casos em que um adolescente de 13 anos tirou a dúvida de um argentino no mercado, quando o atendente não estava conseguindo se comunicar com ele. O espanhol para brasileiros não é apenas um diferencial, é necessário! ”, relata. Os materiais didáticos da rede são atualizados anualmente e incluem reforço pedagógico gratuito. Para mais informações, consulte uma de nossas unidades.   Redação: LUCAS MACHADO COELHO Ilustração: DAN SIQUEIRA  
CURSOS
A KNN Idiomas possui cursos para todas as idades a partir dos 4 anos. Além disso, temos módulos direcionados a quem já possui conhecimentos no inglês e busca maior domínio. E aí? Qual curso KNN é perfeito pra você?
BLOG
MAIS
FOLLOW US :)
@knnidiomasbrasil Live the road. Love the Journey
CLIQUE AQUI