NEWS
ALUNA DA KNN IDIOMAS É APROVADA NO CONCURSO JOVEM EMBAIXADOR
31/01/2019

Após concorrer com mais de 17 mil inscritos, Camila Ceruti, de 18 anos, é uma das mais novas jovens embaixadoras. Aprovada após um difícil processo seletivo, no qual notas excelentes e inglês avançado são requisitos fundamentais, a aluna da KNN Idiomas Blumenau participa de um intercâmbio nos Estados Unidos, onde aprende questões como voluntarismo, causas humanitárias e justiça social.

O concurso, realizado pela Embaixada EUA-Brasil todos os anos, oferece 50 vagas para um intercâmbio de três semanas, de forma gratuita. Para participar, além do idioma avançado e boas notas, é preciso ser um jovem influente na comunidade, fazer trabalhos voluntários e ter espírito de liderança. O principal objetivo do programa é valorizar e promover o fortalecimento da educação pública por meio desses jovens, transformando-os em modelos para seus colegas e a comunidade.

Parte da seleção, Camila teve de realizar diversas provas classificatórias. “Participei de uma entrevista e fiz uma apresentação de trabalho voluntário totalmente em inglês. Além disso, tive que debater sobre a globalização e, em seguida, fazer uma prova dissertativa sobre questões contemporâneas, com o mínimo de 15 linhas para cada resposta”, afirma.

                    

Após conquistar uma boa nota nos testes e reunir todos os documentos necessários, a jovem ficou entre os selecionados para representar o país no exterior. “Nós sempre acreditamos no potencial da Camila, desde que entrou a primeira vez aqui na escola. Referência em sala de aula, sempre foi muito dedicada e estudiosa e temos certeza que será um belo exemplo a ser seguido”, afirma João Paulo Lessa, diretor da KNN Idiomas, escola em que a jovem cursa inglês há menos de dois anos. Além de Camila, outro jovem catarinense da cidade de Chapecó esteve entre os selecionados.

Durante a primeira semana, os jovens embaixadores visitam a capital do país, seus principais monumentos, participam em reuniões em organizações dos setores público e privado, visitam escolas e projetos sociais. Após essa primeira semana, os participantes são divididos em subgrupos e cada um viaja para um estado diferente. Lá, são hospedados por uma família americana, assistem aulas e interagem com jovens da sua idade, participam em atividades culturais, de responsabilidade social, empreendedorismo e liderança e fazem apresentações sobre o Brasil.

Camila afirma que a experiência mudou sua vida. “Sou uma pessoa totalmente diferente a partir de agora. Aqui aprendemos a enxergar que existem outras causas no mundo além das nossas e, principalmente, perceber como o mundo é grande e pode ser diferente. Muitas vezes não damos conta disso porque não temos curiosidade de aprender uma nova língua e se aventurar fora do país. É necessário, portanto, ter a mente e o coração abertos e, principalmente, estar preparado para conhecer novas culturas e realidades”, conclui a jovem.

 

 

 

CLIQUE PARA COMENTAR
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
RECENT NEWS