Carregando...

Carregando...

Os maiores filmes do cinema nacional

O primeiro registro filmado no país foi de Afonso Segreto, um ítalo-brasileiro que no dia 19 de junho filmou sua chegada de navio ao Rio de Janeiro. A data é – de maneira simbólica – a chegada do cinema ao Brasil e por isso foi escolhida para celebrar o Dia do Cinema Brasileiro.

Os anos se passaram e a sétima arte produzida aqui mostrou ao mundo artistas como Carmem Miranda, Grande Otelo, Sônia Braga, Fernanda Montenegro e tantos outros talentos.

Então prepara a pipoca porque nós fizemos uma lista para você conhecer alguns dos maiores filmes do cinema nacional:

O Auto da Compadecida
Ano: 2000
Direção: Guel Arraes

Baseado na peça de 1955 escrita por Ariano Suassuna, o filme foi lançado em 2000 e foi um sucesso de público e crítica. A história se passa no sertão da Paraíba e conta com dois protagonistas icônicos do cinema nacional: a dupla Chicó e João Grilo.

Central do Brasil
Ano: 1998
Direção: Walter Salles

Um filme que foi aclamado nos maiores festivais de cinema, Central do Brasil emocionou plateias em todo mundo. Não à toa, o filme venceu um dos maiores prêmios do cinema mundial como o Globo de Ouro e o Urso de Ouro do Festival de Berlim, além de ter sido indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro e melhor atriz para Fernanda Montenegro.

Lisbela e o Prisioneiro
Ano: 2003
Direção: Guel Arraes
Essa comédia romântica também é uma homenagem ao cinema e aos romances que nascem e inspiram os espectadores. A história de amor entre Lisbela, vivida por Débora Falabella e de Leléu, estrelado por Selton Mello, arranca boas risadas e nos coloca em situações fantásticas, tudo em nome da história de amor dos protagonistas.

Ficha Técnica | Que Horas Ela Volta? (2015) - Entreter-se

Que horas ela volta?
Ano: 2015
Direção: Anna Muylaert
A história da empregada de uma família de classe média alta de São Paulo emocionou plateias no Brasil e no exterior. O filme é uma crítica a situação que milhares de mulheres que trabalham em situações, muitas vezes degradantes, em todo país e trouxe uma interpretação doce – e ao mesmo tempo dramática -de Regina Casé.

Bacurau
Ano: 2019
Direção: Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles

Em um futuro não tão distante, a pequena cidade do interior de Pernambuco se vê invadida por mercenários, obrigando os moradores a se defenderem. Bacurau mostra a versatilidade do nosso cinema, misturando faroeste com ficção científica em nosso contexto social. Essa visão inovadora refletiu em indicações como a do Festival de Cannes, onde o filme venceu a Palma de Ouro, maior prêmio da indústria.

A lista poderia ter muito mais filmes, de épocas e gêneros diferentes. Por isso, busque saber mais sobre eles e descubra que o cinema brasileiro tem uma maneira única e fantástica de contar excelentes histórias.

Pesquisa